10 de dezembro de 2015

A cada dia de David Levithan



Sinopse
A cada dia, A acorda no corpo de uma pessoa diferente. Nunca sabe quem será nem onde estará. A já se conformou com a sua sorte e criou regras para a sua vida:
Nunca se apegar muito. Evitar ser notado. Não interferir.
Tudo corre bem até que A acorda no corpo de Justin e conhece Rhiannon, a namorada de Justin. A partir desse momento, as regras de vida de A não mais se aplicam. Porque, finalmente, A encontrou alguém com quem quer estar a cada dia, todos os dias.

Opinião
Este é um livro, sem dúvida, original e diferente. A ideia de haver alguém capaz de “saltar” de corpo em corpo. Uma espécie de alma sem corpo que para viver tem de possuir outros corpo é o que penso que A. seja.

O/a protagonista A. não tem um corpo mas possui todos os dias um novo. A. não tem género, apenas possui corpos de pessoas da mesma idade. Quando o livro inicia A. tem 16 anos, por isso, só possuiu adolescente com 16 anos independentemente se são rapazes ou raparigas. A outra caraterística é que a possessão só demora 24 horas. A. sempre se conheceu assim, nunca teve um corpo só seu.
Assim num dia como os outros, A., acorda no corpo de um rapaz chamado Justin. Tudo corre normal até que conhece a namorada do rapaz e A. apaixona-se por ela. Assim A. quebra a sua regra de interferir o menos possível na vida de quem possui e começa a perseguir a rapariga.
Por incrível que pareça a rapariga acredita em A. quando lhe conta a verdade.

Apesar da ideia original e diferente a única coisa que salva o livro é se o considerar-mos uma metáfora para a vida adolescente. O livro fez-me pensar em todos os adolescentes que se sentem mal com os seus corpos, que odeiam as suas vidas e que prefeririam não terem nascidos. É certo que na adolescência é tudo um drama e é verdade que eu já não tenho paciência para todo aquele dramatismo que é descrito no livro. Mas também é verdade que abordou temas muito importantes como violência, drogas, suicídio (pelo menos tentativa) e que estão presentes na adolescência e na vida adulta.

Este livros fez-me pensar e voltar à adolescência e na sorte que eu tive em nascer numa família que me ama e que me deu uma boa educação.

Classificação: Gostei

8 comentários:

  1. Olá,
    Pessoalmente também acho a premissa desta história muito boa, pelo menos é inovadora e muito original. Vamos lá ver se a continuação vai sair cá em Portugal ou não, mas já agora gostava de conhecer o desfecho desta história.
    Fico feliz por teres gostado do livro, apesar de todos os dramas adolescentes que o mesmo envolve. Eu pessoalmente também gostei. :)
    Bem, acho as tuas últimas frases desta opinião fundamentais. É sempre bom qundo lemos um livro que nos faz pensar e dar valor às pequenas -grandes - coisas que diariamente desvalorizamos.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Não sabia que tinha continuação. Eu até gostei do final como sendo o grande final e deixando margem para imaginar o que aconteceria a A.
      Também acho que por vezes não valorizamos as pequenas/grandes coisas e só damos falta delas quando não a temos.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Viva,

    Parece-me sem duvida muito interessante, fiquei curioso :)

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Então recomendo que o leias. Este é um Young adult bastante interessante e com temas atuais.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Olá,
    Nunca tive grande interesse por este livro, embora ache a premissa interessante.
    Se um dia tiver oportunidade de o ler se calhar até aposto nele.
    Mas ainda bem que gostaste.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Eu gostei deste livrinho. Espero que um dia sintas mais curiosidade e vontade em lê-lo.
      Mas compreendo que com tanta variedade e temas diferentes temos que fazer selecção dos livros que mais nos interessam e mais adequados aos nossos gostos.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Olá Tânia
    Tenho muita curiosidade neste livro, mesmo antes de ter saído por cá.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Por acaso, eu tinha tanta curiosidade que, umas semanas antes de saber que o livro ia ser editado em português pensei seriamente em comprar em inglês mas como tive medo de não o conseguir ler acabei por desistir. Ainda bem que esperei.
      Beijinhos

      Eliminar