31 de outubro de 2014

Lobisomens Vs. Vampiros

Sei que a febre dos vampiros e lobisomens já passou mas não resisti a mostrar os livros da minha mini estante. Eu sou super fã deste género de livros e, para mim, estarão sempre na moda.
Como irão perceber, interesso-me mais por lobisomens do que por vampiros. Talvez o facto dos vampiros terem evoluído (podem andar ao sol, água benta e alho não fazem mal) enquanto os lobisomens se mantiveram mais fieis às lendas, faça-me gostar mais das criaturas peludas.
Na minha nini estante tenho 4 coleções onde estas duas criaturas interagem. Alguns livros são muito conhecidos, outros nem tanto mas espero que gostem.


Crónicas vampiricas – L. J. Smith


Não preciso de fazer resumo desta coleção pois todos já ouviram falar da série de TV Diários do Vampiro. Foi por causa da série que comprei os livros (já que é a minha terceira série favorita), mas os livros foram uma deceção. Tenho os 5 primeiros e não vou comprar os outros (se forem muito baratos talvez mude de ideias).

O trio amoroso é constituído por Elena – a humana e os irmãos Salvatore (Stefan e Damon) que são vampiros.
Nesta coleção os vampiros são protagonistas e o único lobisomem é apenas uma personagem segundaria (na série é dada mais importância aos lobisomens). Na minha modesta opinião, a autora criou uma boa história mas não conseguiu transpor para o papel as ideias.
Nestes livros os vampiros também podem tomar banhos de sol, sem começarem a arder, mas tem de usar um anel de lápis-lazúli enfeitiçado por uma bruxa. Aqui os lobisomens são um bocadinho diferentes porque não basta ter os genes, também é necessário matar alguém para “ativar” a maldição. Caso alguém tivesse o gene mas não matasse seria humano toda a vida.
Para quem vê a série de TV e está a pensar em ler os livros apenas posso dizer que existem muitas diferenças. Existem personagens nos livros que não aparecem na séries e vice-versa. Mas quero que tenham em conta que cada pessoa é uma pessoa e todos nós temos gostos diferentes e só porque não gostei dos livros, não significa que também não gostem. Tenho a certeza que existem pessoas que adoraram os livros e outras que detestam a série.

Classificação: 2 estrelas



  
Luz e escuridão – Stephenie Meyer


Esta coleção dispensa apresentações. Todos leram os livros e/ou viram os filmes.
Eu não sou uma super fã mas sou fã da Stephenie Meyer. Gostei dos livros da coleção Luz e escuridão (Crepúsculo, Lua Nova, Eclipse, Amanhecer) e adorei ainda mais Nómada (outro livro da mesma autora que não pertence a esta coleção).
O trio amoroso é constituído por: Bella – a humana, Edward – o vampiro e Jacob – o lobisomem apaixonado por Bella. Não sei dizer qual a minha personagem preferida mas adorei a família Cullen por serem todos tão diferentes mas são muito unidos.
Ao longo dos 5 livros (se contar com “ A breve segunda vida de Bree Tanner) os vampiros são os protagonistas e a história gira em torno deles. Embora em Lua Nova e Eclipse os lobisomens tem papeis muito importantes, até em Amanhecer tiveram alguma importância, embora menor.
Em relação aos vampiros, sou tradicional e não gostei do facto de brilharem, podem andar à luz do sol e terem poderes diferentes enquanto outros são “vampiros normais”. Embora, se eu tivesse um dos poderes referidos, nos livros, adorava ter o da Alice – ver o futuro.
Não vale a pena falar sobre os filmes. Foram todos um desapontamento.

Classificação: 4 estrelas
  
Laços de sangue – Jennifer Armintrout



Carrie é transformada em vampiro, no hospital onde trabalha. Assim que Carrie se transforma em vampiro é criado um laço entre ela e o seu criador – Cyrus – um vampiro que cometeu muitos crimes.
No entanto, existe uma organização chamada de Movimento (é tipo a polícia dos vampiros) que não permite a criação de novos vampiros e caça os que não seguem as leis. Cyrus está no topo da lista dos mais procurados e Nathan foi contratado para o matar.
Apesar de tudo eu consigo compreender porque Cyrus se tornou maligno e tão cruel. Nathan – o vampiro que ajuda Carrie e lhe explica quais as consequências de ser um vampiro também sofreu atrocidades às mãos de Cyrus e do seu pai – o Devorador de Almas, mas decidiu seguir as regras e juntar-se ao Movimento.
Apesar destes livros falarem sobre vampiros é necessário ter em atenção que tem algumas cenas de sexo bastante “picantes”.

[Spoler: Só no segundo livro é que aparece uma mulher-lobo – Bella é contratada pelo Movimento para matar Nathan mas Max – o melhor amigo de Nathan convence-a a dar mais algum tempo para poderem resolver o problema. No terceiro livro eu estava mais interessada no que estava a acontecer com Bella e Max do que aos protagonistas.]
Classificação: 2 estrelas

Mercy Thompson – Patricia Briggs
 


Mercy foi criada por lobisomens mas não é uma deles. Ela tenta manter-se afastada de confusões mas é complicado quando se tem um amigo vampiro, o vizinho lobisomem e o antigo patrão/mentor é um ser féerico. A protagonista é uma mulher forte, independente e não precisa de ser protegida.
O triângulo amoroso é constituído por Mercy – uma caminhante (transforma-se em coite), Adam – Alfa do Bando da Bacia do Colombia e Sam – o 1º amor de Mercy.

[Spoiler: Mercy deixou Montana (com 16 anos), para fugir com Sam mas acaba por o abandonar e ir sozinha. No primeiro livro, Mercy, volta a Montana para ajudar Adam, e é quando reencontra Sam. Acho que em nenhum livro estive tão indecisa sobre quem queria que a protagonista fizesse par romântico. Tanto Adam como Sam são fantásticos, boas pessoas (perdão lobisomens), que embora tenham matado e feito coisas horríveis (porque são lobisomens), eles são bons. No entanto, comecei a torcer para que Mercy ficasse com Sam, mas a autora escolheu Adam. Foi o meu maior desapontamento] .

Nestes livros os lobisomens são os protagonistas embora sejam referidas várias outras criaturas como vampiros, brownies, muryans, metallzauber, gremlim, kelpies, etc.
Neste momento, de todas as coleções, referidas, esta é a minha favorita, embora esteja a perder o interesse porque a coleção ainda não foi concluída, para não falar no tempo que tenho de esperar para ser traduzida para Português. O facto de serem muitos livros e demorarem muito tempo até os ler faz, com que, perda o interesse ao longo dos anos que acompanho a história de Mercy.

Classificação: 4 estrelas

Resumo
 
Existem algumas semelhanças, embora as histórias sejam totalmente diferentes. Para não escrever os títulos completos usarei as abreviaturas: DV – Diários do Vampiro, LE – Luz e Escuridão, LS – Laços de Sangue e MT – Mercy Thompson.
As semelhanças são:
  • Todas as capas são feias, não há nenhuma que eu goste; 
  • Em todos, a protagonista conta a história na primeira pessoa;  
  • DV, LE, LS – As protagonistas, no inicio, são humanas mas são transformadas em vampiros;
  • DV, LE – As protagonistas são adolescentes e existem alguns acontecimentos escolares;
  • LS, MT – As personagens são mais velhas (adultos), com empregos;
  • DV, LE – Os vampiros não tem tantas fraquezas (podem andar ao sol, o alho não faz mal nem a água benta, etc);
  • LS, MT – Se os vampiros estiverem muito tempo ao sol começam a arder, são mais tradicionais;
  • DV, LS, MT – Existem outras criaturas para além dos vampiros e dos lobisomens;
  • LE, LS, MT – Existe uma organização ou alguém encarregue de controlar os vampiros ou lobisomens. Em LE são os Volturi, em LS é o Movimento e em MT é o Marrok.
Para além das semelhanças também encontrei algumas diferenças, que são: 
  • DV – A protagonista – Elena – é uma Cópia (idêntico a sósia) de Katrina (a vampira que transformou os irmãos Salvatore em vampiros);
  • LE – Os vampiros tem poderes diferentes com ler mentes, prever futuro, etc.;
  • LS – Existe uma organização – o Movimento – que foi fundada por vampiros e pretende a extinção dos vampiros;
  • MT – Em cada livro existe um inimigo diferente e uma nova aventura totalmente diferente do livro anterior.

6 comentários:

  1. Olá,

    Bem não sou muito adepto deste tipo de livros, embora na verdade o importante é que tenha qualidade e livros com vampiros e com qualidade existem sim senhor :)

    Do que referes apenas li os dois primeiros livros da Mercy e gostei bastante da nossa amiga Coyote, não sei porque parei mas estava a ser uma bela surpresa.

    Um livro muito bom com a presença de Vampiros e Lobisomens (melhor que já li seguramente) é "A Vingança do Lobo" do nosso escritor Vitor Frazão, até serve como exemplo que basta apenas um livro para se escrever uma boa história :)

    Quanto a livros com vampiros, recomendo O Historiador e Sonho Febril de George Martin, ambos muito bons :)

    Bjs e boas leituras

    http://leiturasdofiachaocorvonegro.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Olá,

    Não conhecia o autor Vitor Frazão mas ao fim de algumas pesquisa gostei muito da tua sugestão. Obrigada

    Bjos

    ResponderEliminar
  3. Olá Tânia
    Claro que li Luz e escuridão apesar de muitos se rirem pois era mais para os meus sobrinhos do que para mim mas amei todos os livros da saga, claro que o primeiro e o último marcaram-me mais mas amei a saga. Assim como amei os filmes aqueles actores todos eles foram escolhidos a dedo.
    Tenho ainda por ler Laços de Sangue fiquei tristonha por só teres dado duas estrelas, mas acho que vou gostar, Fiacha falou do Historiador, tenho ainda não o li por um motivo que pode parecer estúpido para algumas pessoas, tem a letra minúscula, só por ai desmotiva-me bastante vou ter que o ler em conjunto com outros livros pois caso contrário não vou conseguir, pelo menos até entrar na intriga.
    Tenho A saga As criaturas Maravilhosas mas ainda não li.
    Agora estou a ler Carmilla que foi escrito quase dois séculos antes do Drácula e estou a adorar.
    Beijocas e boas leituras;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Eu não gostei dos filmes de Luz e escuridão (mas também são poucos os filmes que gosto quando são adatações de livros). Mas também não vi todos dos 5.
      A série Laços de sangue tem um grande problema na tradução aquilo são erros atrás de erros principalmente em "A Iniciação". Mas esta avaliação é por toda a série se fosse individual manteria as 2 estrelas para a "A Iniciação" e "A Possessão" e daria 3 a "Cinzas". Achei muito melhor este último. Quando leres a série adoraria ver a tua opinião, até podes gostar dos livros.
      Eu compreendo-te nisso das letras pequenas. Eu sou igual.
      Da saga Criaturas Maravilhosas li apenas o 1º livro mas ainda não decidi se compro os outros.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Olá :)
    Vim espreitar as tuas opiniões sobre os livros da série "Laços de sangue" e fiquei espantada por teres dado só duas estrelas aos livros, vamos lá ver o que é que acho deles, porque ando muito curiosa sobre eles já faz um tempo, assim como acontece com a saga da Patricia Briggs, ainda não me decidi se hei-de ou não lê-la, mas também li críticas muito positivas.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá,
      Eu adoro a série da Mercy da Patricia Briggs e fiquei desapontada quando descobri que vão deixar de a traduzir para PT.
      Quanto aos Laços de Sangue acho que a autora podia ter feito melhor com as personagens que criou. Talvez um facto que levou-me a gostar ainda menos dos livros foi a tradução que está cheia de erros ortográficos.O único livro que gostei da série foi Cinzas.
      Acho que deves ler os livros porque eu não gostei mas tu podes gostar. Fico à espera da tua opinião e até podemos debater algumas coisas, se quiseres.
      Beijinhos

      Eliminar